A castração aumenta a expectativa de vida do animal

A castração aumenta a expectativa de vida do animal

O procedimento diminui as chances de aparecimento de doenças graves e evita problemas comportamentais.

castracao

Os benefícios da castração vão muito além de impedir as crias indesejáveis. Pesquisas apontam que o procedimento pode aumentar a expectativa de vida dos animais, porque diminui o nível de hormônios sexuais que estão relacionados a várias doenças, como câncer de mama, útero e próstata, além de evitar problemas comportamentais que colocam em risco a vida do pet.

Há várias outras situações nas quais a castração é a solução. Nas cadelas, por exemplo, o procedimento também elimina a chance de o animal ter a piometra, um processo inflamatório no útero associado às alterações hormonais e às infecções bacterianas.

Entre os benefícios na área comportamental, a castração ajuda a acabar com as fugas e as brigas entre machos que saem à procura de cadelas que estão no cio. Nessa busca, o animal pode ser atropelado, sofrer maus-tratos ou ser ferido gravemente durante as disputas. A castração também acaba com a demarcação territorial – o famoso xixi nas paredes, nos móveis e nas rodas do carro. Nas cadelas, a esterilização evita a chamada “gravidez psicológica”, na qual o bicho desenvolve sintomas de um animal prenhe ou de uma mãe que pariu recentemente, como o aumento das mamas, produção de leite e irritabilidade.

Vendo pelo lado social, a castração ajuda a diminuir o número de cães que vagam pelas ruas, já que muitos são abandonados ainda filhotes ou nascem de cruzamentos entre animais que não tem um lar. “Castrar o pet é um ato de amor em vários sentidos: o dono está pensando no bem-estar do seu melhor amigo e demonstra estar preocupado em diminuir o número de cães que sofrem nas ruas”, afirma o médico veterinário Eduardo Pacheco, diretor clínico do Hospital Veterinário Santa Inês.

Existem alguns mitos sobre a castração e um deles é sobre a necessidade de cruzar animal pelo menos uma vez para evitar doenças. Na verdade, o quanto antes fizer o procedimento, melhor. “O ideal é que a castração seja feita antes do primeiro cio, para diminuir as chances de o pet desenvolver os hormônios que estão ligados à reprodução”, completa Pacheco.

O aumento de peso associada à esterilização também é outra lenda. O animal engorda normalmente por causa da diminuição das suas atividades físicas e não pelo procedimento. Basta manter os exercícios e uma alimentação saudável e balanceada para que o pet fique em dia com a balança.

Mais vantagens:

1. Acaba com o risco do câncer dos órgãos genitais.
2. O procedimento acaba com o estado de excitação por falta de cruzamentos e evita que o animal agarre a perna da visita.
3. Acaba com os latidos, uivos e miados excessivos que ocorrem por causa do cio.
4. Diminui drasticamente o risco de doenças, como câncer de mama, útero, próstata e testículos.
5. Elimina a gravidez psicológica.
6. Diminui as fugas e as brigas.
7. Acaba com a perda de sangue no período de cio.
8. Diminui o hábito de urinar em paredes e móveis para demarcar território.

O Hospital Veterinário Santa Inês realiza a castração de animais. Para fazer o procedimento no seu pet, o proprietário deve ligar para (11) 2265-6911 e agendar o atendimento.

×