Altas temperaturas exigem atenção especial com os pets

Altas temperaturas exigem atenção especial com os pets

O sol forte e escaldante anuncia a chegada do verão, a estação mais quente e aguardada do ano. A época das férias, das viagens à praia ou campo, de diversão em dobro, exige cuidados redobrados e preciosos com nossos queridos pets.

Cães e gatos estão suscetíveis a inúmeros males proporcionados pela exposição exagerada às altas temperaturas. Desta maneira, antes de arrumarmos as malas, devemos seguir à risca uma lista de dicas para evitar desde uma desidratação, infestação de pulgas e carrapatos, até mesmo queimaduras graves nas patas ou pele dos animais.

É muito comum sairmos para passear com nossos bichos já com o sol brilhando forte no céu. Esse é um dos grandes erros cometidos por alguns tutores distraídos. Mesmo na areia da praia ou no gramado do campo. O grande vilão, contudo, é o asfalto fervilhante. Se você se sente mal pisando descalço no piso ardente, com seu bichinho não será nada diferente. Coloque a mão no chão e, caso não aguentar, saiba que com o bicho o efeito será o mesmo.

Acontece que seu cãozinho não vai reclamar, pois quer sair para eliminar energia e aliviar o estresse: vai acabar com queimaduras graves ou mesmo feridas desnecessárias. Portanto, saia para o passeio no despertar do dia, antes do raiar do sol, ou no fim da tarde, já ao cair da noite. Os sapatinhos especiais também são dispensáveis nessa época do ano. Os bichos trocam a temperatura (transpiram) não apenas pela língua, mas também pelas patas. Com o local abafado pode ter uma hipertermia (alto aumento da temperatura corporal).

Não esqueça, também, de levar água fresca em abundância. O animal pode sofrer uma desidratação. E a sede é calculada de acordo com o porte do pet. Para cada quilo são necessários aproximadamente 60 ml de água. Esqueça, portanto, aquela garrafinha. Não será o suficiente. E tenha certeza que seu bichinho sentirá sede durante as caminhadas, sobretudo nessas condições climáticas secas e bem quentes.

Protetores solares também são bem-vindos, sobretudo para os animais com pelos mais claros, mas devem ser especialmente desenvolvidos para animais de estimação. O sol queima sua pele com facilidade, causando estragos no focinho, orelhas e região dos olhos, principalmente.

Dê banhos regularmente. Mas sem exageros, pois você pode achar que está ajudando a refrescar o bichinho e, na verdade, estará tirando a gordura natural que protege sua pele. Fungos e até uma alergia podem ser detectados por causa do excessivo uso de sabão, shampoo e até perfumes. Queremos desfrutar dos momentos de descanso/curtição ao lado do nosso cão ou gato, então nada mais justo que tomarmos as devidas precauções.

O verão é a estação com maior probabilidade de infestação de pulgas e carrapatos. Por causa do aumento das temperaturas e da umidade do ar. Vacinação adequada, ao menos duas vezes ao ano, em seu bichinho no petshop ou clínica veterinária preferidos pode evitar que esse mal se propague. Tosar o animal, deixando seu pelo bem baixinho, vai ajudar na identificação desses parasitas. A dirofilariose é outro mal que aflige o animal no forte calor.

Trata-se de uma doença causada pelo parasita Dirofilaria Immitis, também conhecido como “verme do coração”. O vírus é transmitido por mosquitos, se instala do lado do coração do pet – cachorros são os hospedeiros mais comuns, mas gatos também podem ser contaminados, e pode causar a morte do animal, pois pode se espalhar por outros órgãos e regiões do corpo, como pulmões e vasos sanguíneos. Há tratamento específico, que mira o extermínio dos vermes adultos, e também a vacinação.

E se vamos pegar a estrada, nada de deixar o animalzinho preso no veículo, ok? Nem por um minuto. O ambiente fechado, aliado ao calor forte amplifica a liberação do benzeno, substância muito prejudicial à saúde animal. As janelas devem estar sempre abertas para uma boa ventilação ao pet.

Pacotes especiais para verão com o pet

O projeto Maratona de Férias do Hospital Veterinário Santa Inês está pronto para auxiliar os tutores a proteger seus pets antes de viajar. É possível adquirir dois pacotes de soluções para deixar o animal de estimação mais seguro nas unidades Sede e Jardim São Paulo. Neles você contará com vacinação contra parasitas e doenças causadas por insetos, além da implantação do microchip para evitar desencontros. Assim, tutor e o amigo pet estarão preparados para um verão sem complicações, apenas de diversão e festa.