Geriatria em cães e gatos

Geriatria em cães e gatos

geriatria

“Prepare-se para enfrentar a velhice de seu companheiro.”

Os animais, assim como nós, necessitam de cuidados especiais em sua velhice. São necessárias visitas periódicas ao médico veterinário, que através de exames específicos, poderá prevenir ou diagnosticar doenças a tempo de receberem o tratamento adequado.

A vida média de um cão ou gato é em média de 12 a 14 anos, sendo que a idade senil começa aproximadamente aos 7 anos. Os anos passam mais rápido para os animais, pelo fato de possuírem um metabolismo mais acentuado se comparado ao nosso.

Muitos animais vivem mais que a média, chegando até aos 20 anos; entretanto alguns fatores justificam essa longevidade: predisposição genética, tipo de ambiente que vivem, alimentação e cuidados que receberá na idade senil. Seguem as doenças senis mais comuns:

1-Doenças Cardíacas
Muitos cães idosos apresentam alterações cardíacas, principalmente em válvulas; muitos compensam essa disfunção, entretanto, outros apresentam sinais de cardiopatia: tosse, ofegação, cansaço além do normal, língua roxa (cianose) após excitação e desmaios. Mesmo não apresentando estes sinais, o animal idoso deve ser examinado anualmente.

2-Doenças articulares/coluna vertebral
Estas doenças são muito comuns, principalmente em animais acima do peso. A doença articular mais comum é a artrose (desgaste articulação). Já na coluna os problemas mais comuns são as hérnias de disco e as calcificações intervertebrais. Os sinais clínicos mais comuns dessas doenças são: manqueira, dificuldade de subir escadas/pular, incoordenação motora dos membros, levantar com dificuldade e mudança nos locais de defecar ou urinar.

3-Tumores/Neoplasias
São frequentes; nas fêmeas o mais comum são os mamários que se manifestam como nódulos nas mamas. Todo nódulo que aparece no animal deve ser avaliado. O diagnóstico precoce pode salvar a vida de um animal com câncer.

4-Infecção uterina (piometra)
Outra doença frequente nas fêmeas. O útero do animal se enche de secreção purulenta (pus), e o animal se intoxica pela absorção dessa secreção. Sinais clínicos: apatia, vômitos, aumento de volume abdominal e corrimento vaginal. Deve ser encaminhado ao veterinário imediatamente.

5-Doença Periodontal
Doença provocada pela placa bacteriana, levando a perda de dentes e doenças sistêmicas (rins, coração) devido à migração dessas bactérias. Os animais devem ser avaliados anualmente. A prevenção consiste na remoção dessa placa periodicamente. Sinais clínicos mais comuns são mau hálito, dificuldade de mastigação e salivação.

6-Insuficiência Renal
São quando os rins começam a perder a capacidade de filtrar e eliminar as impurezas/toxinas do organismo. Muito comum em felinos. Os sinais são emagrecimento, vômitos, ingestão exagerada de água, perda de apetite e anemia.

7-Diabetes
Menos comum, entretanto, animais idosos podem se tornar diabéticos. Os sinais são ingestão acentuada de água, urina demais e pode estar associado ou não a catarata. Exames periódicos (glicemia) fornecem um diagnóstico precoce e um maior sucesso no tratamento.

Dr. Eduardo Pacheco
CRMV/SP: 12634
Hospital Veterinário Santa Inês

×