Vacinações / Pediatria veterinária - Hospital Veterinário Santa Inês

Vacinações / Pediatria

vacinacao-full-001

VACINAÇÃO

Manter seu bichinho de estimação com a vacinação em dia é fundamental para uma vida longa e saudável. São várias as doenças disseminadas e de fácil transmissão aos nossos pets. Um filhote não vacinado tem grande possibilidade de não atingir a idade adulta, vítima de uma dessas enfermidades infecciosas.

Com o objetivo de ser um espaço especialmente destinado à orientação e à aplicação de vacinas, visando à diminuição do estresse vacinal, contato com animais doentes e conforto ao proprietário e ao pet, o Santa Inês criou o Centro de Imunização. Fundado em 2012, o setor funciona em um local separado do hospital, dentro da unidade Bem-Estar, o que é muito importante para evitar a contaminação, principalmente no caso de filhotes, que têm o sistema imunológico ainda em formação para respostas a algumas doenças. Oferece também comodidade, já que as vacinas podem ser aplicadas com hora marcada, se a pessoa preferir.

É importante reforçar que a escolha do local de imunização está ligada a presença de um médico veterinário, as condições de higiene do estabelecimento, a forma de como as vacinas são armazenadas e a credibilidade do laboratório fabricante.

O proprietário de um animal de estimação deve levar em conta o histórico do estabelecimento e verificar a forma de como as vacinas são acondicionadas – lembrando que as vacinas são produtos biológicos e que devem permanecer em uma temperatura adequada constantemente.

 

PROTOCOLO DE VACINAÇÃO

A recomendação é que o protocolo de vacinação para filhotes de cães sadios tenha início em 6 a 8 semanas de idade, como auxiliar na prevenção contra Cinomose, Hepatite Infecciosa Canina, Adenovírus Canino Tipo 2, Coronavírus Canino, Parainfluenza Canina, Parvovírus Canino e Leptospirose canina, sorotipos presentes na maioria das vacinas conhecidas no mercado, como “V8” ou “V10”.

A partir da primeira dose de vacina, o animal deve retornar mensalmente pelos próximos 2 a 3 meses para o reforço (a vacina V8 ou V10 tem um total de 3 doses), assim como para a vacina contra a “gripe canina” (Adenovírus Canino Tipo 2, Parainfluenza Canina e Bordetella bronchiseptica – uma dose), vacina contra giardíase (duas doses) e, no último mês (depois de 4 meses de idade), para a vacina em dose única contra a raiva.

A recomendação para gatos é que o protocolo de vacinação para filhotes de felinos sadios tenha início em 6 a 8 semanas de idade, como auxiliar na prevenção das doenças causadas por vírus da Rinotraqueíte, Calicivirose, Panleucopenia felinas e Chlamydia psittaci, presente na vacina conhecida como Quádrupla Felina. No último mês (depois de 4 meses de idade) a dose única contra a raiva.

Para total proteção, os cães e gatos ainda devem receber um reforço anualmente.

ESSE SERVIÇO ESTÁ DISPONÍVEL NAS UNIDADES:
Hospital Veterinário Santa Inês | telefone: 2265-6911
Centro Veterinário Jardim São Paulo | telefone: 2985-8606
Unidade Bem Estar – Loja e Estética | telefone: 2203-5581